Busca

Amores burlescos

Um blog de crônicas, contos e pensamentos sobre amores verdadeiros ou não.

Sem sentido

Vejo minhas ações e sinto que não há razão.São perda de tempo.Caminho até o abismo mas não me permito pular.Então para que andar?Se saio do lugar mas falta coragem?Recuo para minha zona de conforto.Encontro o que quero mas é longe... Continue lendo →

Café da manhã

Bom dia. Bom dia. O café está pronto. Toma comigo? Sim, mas rápido. Preciso chegar cedo no trabalho. Reunião. Ok. Ovo? Sim E aí, como foi ontem? Me encontrei com ele. Sério? Não tinha me falado nada. Sabe que não... Continue lendo →

Morena pecado

Morena mestiça Mulata, Índia Mistura brasileira Que me ouriça Morena fogosa Da pele macia Me recebe em você Com maestria Morena pecado De corpo viçoso Desejo ansioso Que quero realizar Ah, como é prazeroso seu encontrar Morena mestiça Da boca... Continue lendo →

Te ler

Em mim te esperam Todas as Mulheres carentes. Todos os Amores proibidos. Todas as Amantes obscenas. Vem; Leia-me como quiseres! via Leia-Me — Poesia em Fotografia Inspirado pela linda Deby, em resposta ao seu poema: Quero te ler pela visão Quero... Continue lendo →

Desabrochar

Flor que desabrocha Na liberdade de ser Porque quero controlar seu desabrochar? Não me contento com seu tempo És tão belo tal evento Que quero a todo instante forçar Não consigo esperar Mas não me tenha por vilão Se por... Continue lendo →

Mulher cobra

Mulher cobra Corpo sinuoso Que me devora Sou a presa Sempre a presa A espera Desejo que me coma Anseio Mas nunca vejo Receio que esteja longe E quero partir Então de mansinho chega E toma o que é seu... Continue lendo →

Flor roubada

Como uma flor de jardim Você me encontrou caído E me roubou para ti Aplacou minha sede Carregou junto ao peito E antes que pudasse arrancar minhas petalas Em mal-me-quer, bem-me-quer (e descobrir que sou par) Me abandonou novamente Não... Continue lendo →

Perguntas

Calo-me para as perguntas que desejo fazer Imagino as respostas que não sabe me dar quando as fiz e não soube responder A coragem escapa do peito Escondo-me em meus próprio erros E assim sigo na solidão que construo para... Continue lendo →

Quando quiser

Um novo ciclo fechou. E as dores de outrora Parecem não causar o mesmo efeito Ainda sinto um aperto no peito. Mas consigo esperar seu momento. Os erros e acertos nos trouxeram até aqui. Foi necessário. Para entender o quanto... Continue lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑